Principais erros no franchising Achei Minha Franquia

Como evitar os principais erros no franchising?

Para empreendedores que estão se aventurando pela primeira vez no mundo dos negócios, é importante redobrar a atenção ao escolher uma marca para investir e, assim, evitar os principais erros no franchising. O caminho para o sucesso nos negócios para aqueles que estão começando exige uma combinação cuidadosa de competência, esforço e uma compreensão aprofundada dos princípios de administração dos negócios.

Assim, investir em franquias, embora ofereça uma entrada estruturada no mundo dos negócios, não está isento de riscos. Um dos principais desafios enfrentados pelos investidores em franquias é a dependência significativa do sucesso da franqueadora.

“Como todo negócio, franquia também apresenta riscos não sendo, portanto, sinônimo de dinheiro fácil. Apesar dos riscos estarem minimizados em função da experiência que lhe é proporcionada pela marca franqueadora, o sucesso final dependerá, essencialmente, de um conjunto de fatores envolvendo o franqueador e o franqueado”, avalia André Soares Pereira, especialista em franquias da GSP Grupo Soares Pereira.

Erros no franchising mais comuns

Entre os erros mais comuns na hora de escolher uma franquia para investir estão a seleção inadequada da marca, falta de avaliação do contrato e a incapacidade de se adaptar às mudanças no mercado. Embora o empreendedorismo seja um caminho no mundo do franchising, quem quer ser dono do próprio negócio precisa se atentar a alguns detalhes na escolha da franquia de sucesso.

Veja Também:  Polishop anuncia lançamento de franquias e projeta novas 300 unidades até 2028

De acordo com Jaqueline Garcia, advogada e especialista em franchising, o primeiro passo é ter consciência de que uma franquia, assim como todo negócio, está sujeita a variações econômicas, sazonalidade e regionalidade.

“Tome muito cuidado com promessas de lucros exagerados. Esteja atento e faça as análises financeiras e mercadológicas com calma. Indico sempre que faça um plano de negócios e uma avaliação sobre o capital de giro, aquele dinheiro que você paga as contas até que o negócio comece a se pagar. Não invista todo o seu dinheiro no negócio. Mantenha uma reserva emergencial”, orienta a advogada.

Evitando os riscos

Assim sendo, para não correr o risco de ser dono de uma franquia que não seja lucrativa, os especialistas orientam sobre a importância de ter o apoio de uma empresa especializada em consultoria para uma análise aprofundada nas documentações fornecidas pelo franqueador. Por lei, o franqueador é obrigado a ofertar ao candidato a Circular de Oferta de Franquia (COF), que contém todas as informações necessárias sobre o negócio.

“Todo negócio precisa maturar. Fique atento, não está comprando um sapato. (O empreendedor) Investirá num negócio onde ficará por um bom tempo e a relação deve ser a mais transparente e confortável possível”, salienta Jaqueline Garcia. “Nunca tome uma decisão por impulso (sem antes avaliar todo o histórico da franquia)”, pondera André Soares Pereira.

Aprendendo com os erros no franchising

Hermes Bernardo, CEO da franquia FiChips Food

A base de um conhecimento sólido em gestão, habilidades técnicas aprimoradas e uma dedicação significativa não são apenas requisitos essenciais, mas também fatores que podem representar desafios significativos, influenciando diretamente o êxito do empreendimento.

Veja Também:  10 franquias com mais de uma década de história

Para Hermes Bernardo, mentor e fundador e CEO da franquia FiChips Food – primeira rede de franquia brasileira de fast-food de prato especializado na culinária do Reino Unido – a falta de padronização é um dos maiores erros cometidos no franchising, principalmente, para quem deseja investir pela primeira vez.

O empresário citou como exemplo a própria marca, na qual, hoje, caminha para uma reciclagem de treinamentos e uma comunicação mais efetiva com as unidades para reiterar o que chamou de “boas práticas de manipulação e as padronizações da marca”. “Enxergamos que a troca de colaboradores dentro das unidades impacta efetivamente nessa ‘despadronização’. Por isso, a busca por melhorias na capacitação do time e dos processos manuais já estabelecidos”, destaca o Bernardo.

Além do conceito

Por outro lado, na visão do especialista em franchising da GSP, não basta apenas uma marca ser conceituada e que para uma operação ter sucesso, é preciso sinergia em sua formação, comercialização e supervisão técnica. “Existindo falha em algum desses itens, seguramente a marca franqueadora não terá pleno êxito”, salienta Pereira.

“Faça uma autoanálise para saber se possui o perfil adequado para se tornar um empresário e para atuar no segmento escolhido. Cuidado com o negócio da moda”, acrescenta a advogada e especialista em franquias.

O modelo de franquia proporciona a oportunidade de operar um negócio comprovadamente bem-sucedido, muitas vezes respaldado por uma marca estabelecida. “Acredito que hoje é possível começar qualquer negócio já evitando algumas falhas básicas, o que irá poupar dinheiro e tempo. Assim, não basta apenas estudar o mercado, é necessário também conhecer os erros de outros empresários e analisar. Aprender com eles é mais um passo em busca do sucesso”, finaliza Hermes Bernardo, CEO da franquia FiChips Food.

Encontre Franquias de:
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Últimas Notícias