Franquia The Little Gym quer crescer no Brasil

Franquia The Little Gym chega ao Brasil priorizando estado de SP

A franquia The Little Gym, rede americana de academias infantis com mais de 400 unidades espalhadas por 33 países, está direcionando sua estratégia de crescimento para o Brasil.

A decisão vem ao encontro do crescimento do mercado de franquias brasileiro, que registrou um aumento do faturamento de 19% no primeiro trimestre deste ano e 14% no acumulado dos últimos 12 meses, conforme dados da Associação Brasileira de Franchising (ABF). O faturamento total do setor passou de R$ 50,8 bilhões para R$ 60,5 bilhões, refletindo a robustez e o potencial de expansão do mercado.

A marca, com 48 anos de história, é reconhecida por seu centro de desenvolvimento físico e de aprendizagem experiencial. “A The Little Gym oferece programas de desenvolvimento físico, intelectual e social para crianças de 4 meses a 12 anos, além de eventos como festas de aniversário, colônias de férias e atividades de contraturno escolar”, explica André Nahas, máster-franqueado da The Little Gym no Brasil.

Para facilitar sua entrada e crescimento no país, a empresa reduziu o custo de implantação ao estabelecer parcerias locais, investiu em sistemas avançados de marketing e georreferenciamento, e aumentou a rentabilidade das operações por meio de novas ferramentas de treinamento virtual e gestão.

Segundo a marca, essas medidas são parte de uma estratégia abrangente para atrair franqueados e garantir o sucesso das unidades operacionais. “Investir na The Little Gym é integrar uma rede estabelecida e respeitada, com um modelo de negócios comprovado, com alta demanda e baixa concorrência. Nosso modelo faz diferença na vida das crianças e também na dos nossos franqueados,” afirma Nahas.

Atualmente, a marca possui duas unidades no Brasil, ambas no estado de São Paulo, e planeja expandir para seis unidades até o final de 2024, com prioridade para o estado paulista, em especial cidades com população superior a 350 mil habitantes. 

Para se tornar franqueado da rede The Little Gym, é preciso investir pelo menos R$ 600 mil, com um faturamento projetado anual de R$ 1,5 milhão. De acordo com o máster-franqueado, é possível obter uma lucratividade média de 30%. O retorno do investimento é estimado em até 36 meses.

Cenário favorável à franquia The Little Gym

Um dos principais motivos para a investida da The Little Gym no Brasil é a preocupação crescente com a saúde infantil.

Um estudo encomendado pelo Ministério da Saúde revela que uma em cada dez crianças brasileiras de até 5 anos está com o peso acima do ideal, com 7% apresentando sobrepeso e 3% já em estado de obesidade.

“Nosso negócio tem um papel importante em afastar as crianças das telas e evitar a obesidade, proporcionando um ambiente divertido e acolhedor que promove a atividade física e o desenvolvimento integral”, argumenta o executivo responsável pela vinda da franquia ao Brasil, país que possui quase 36 milhões de crianças de até 12 anos, exatamente o público atendido pela The Little Gym.

Com o aumento das taxas de sobrepeso e obesidade infantil, a marca se posiciona como uma solução viável para melhorar a saúde e o bem-estar das futuras gerações. A mudança nas atividades das crianças, que têm preferido brincadeiras com pouco ou nenhum movimento, é um desafio que a The Little Gym enfrenta com programas que incentivam o movimento e o desenvolvimento integral.

As crianças que frequentam as unidades da The Little Gym aprendem coisas novas, se divertem e vivem novas experiências através do sistema de “Aprendizagem Tridimensional”, que combina atividade física com aspectos cognitivos e sociais. Os programas são divididos em temas e planos de aula semanais, planejados para que os pequenos progridam naturalmente ao longo do semestre e do ano, sempre em um ambiente não-competitivo.

A The Little Gym está determinada a fazer a diferença na vida das crianças brasileiras, oferecendo um espaço onde elas podem desenvolver habilidades motoras, cognitivas e sociais, afastando-se das telas e evitando o sedentarismo. Com essa abordagem, a marca espera contribuir significativamente para a saúde e formação das futuras gerações no Brasil.

Últimas Notícias